quinta-feira, 11 de maio de 2017

A pessoa de confiança de Deus

                                                                                                                                                                                       
Deus é perfeito em tudo, mas quando inventou a mãe foi, certamente, por querer receber o amor mais verdadeiro do mundo e saber que este seria o remédio para todos os males.

Mãe é anjo na Terra e não se pode explicar algo tão divino, seja a mãe biológica ou do coração. O que se sabe é que é forte e infinito. Agora, é plenamente possível desfrutar do melhor abraço, dos melhores conselhos, receber de peito aberto o sorriso mais bobo de todos. É recomendável reconhecer o esforço diário de nossas mães; os sacrifícios que estes anjos fazem para que tenhamos uma vida melhor que as suas.

Dormem tarde e madrugam para mais um dia de labuta. Pode acontecer de serem mãe e pai, além de amigo confidente; e como amigo também briga, vez por outra as discussões aparecem. Mas nada que o amor, vestido de um beijo e um pedido de desculpas não resolva. Quantas vezes viram com olhos pidões algo na vitrine, mas logo lembram que o filho precisa de um tênis, uma roupa nova e aquele desejo fica de lado, sem o menor peso. E as madrugadas sem dormir pajeando a febre que talvez voltasse ou ainda por esperar a porta abrir, tarde da noite, e ela voltar a sentir paz no coração, porque, graças a Deus, o filhote chegou bem em casa?!Ah! E apesar de algumas vezes relutarmos, as mães sempre têm razão. Sempre! Sempre! Sempre! É Deus mandando recado! É a pessoa de confiança Dele!

Elas acompanham a tarefinha da escola, preparam o lanche, botam pra dormir com cheiro na testa, preparam o almoço de domingo com os temperos mais aconchegantes, voltam a estudar na fase adulta, quando tudo é bem mais complicado; pedem para um ou outro de sua confiança para ficar com o filho até ela voltar da faculdade já de noitão. Plantam, lidam com a terra, mas não abrem mão de que seus herdeiros tenham o estudo como projeto de vida, ainda que seja para dar continuidade à atividade da mãe no campo.

São fofas, gostosas, delicinhas e cheias de rococós, até mexerem com suas crias. Viram onças indomáveis. Uma loucura sem controle. Ficam cegas. Voam em cima de quem fizer derramar lagriminhas nos rostos de seus bebês, que podem ter 10, 15, 20, 50 anos. Para elas, serão sempre os nenenzinhos de mãe cheirar!

Ser mãe é tudo e muito mais de bom. Todo sacrifício, toda a luta diária, todos os sapos que engole a seco, todas as dores que precisa aguentar, tudo isso é infinitamente menor que a razão que elas têm para ser feliz pelo não simples fato de ter no coração o sentimento de ser mãe. Tudo é por eles e por eles tudo e depois tudo de novo!


FELIZ DIA DAS MÃES!